CANSEC 2012: colaboração transregional e informação compartilhada

CANSEC 2012: Transregional Collaboration and Information Sharing

Por Dialogo
dezembro 13, 2011



O tema da Conferência Sobre Segurança dos Países do Caribe 2012 (CANSEC),
patrocinada pelo Comando Sul dos Estados Unidos e St. Kitts e Nevis, é
“Compartilhamento Regional de Informação: Como Combater o Crime Organizado
Transregional, e a Assistência Humanitária Estrangeira e Resposta a Desastres”. Mas
outros tópicos importantes tais como a violência juvenil, as altas taxas de crime na
região, a posse ilegal de armas e o aumento expressive do comércio ilícito de drogas
também estão sendo debatidos entre os chefes de Desefa da região, outros oficiais
militares e civis.

A violência entre os jovens é um problema particularmente grave no Caribe.
“Mortes e ferimentos advindos da violência juvenil constituem uma forte ameaça à
saúde pública e impedem o progresso social e econômico na região”, declarou o
primeiro ministro de St. Kitts e Nevis, Dr. Denzil Douglas durante seu discurso de
abertura. De acordo com estatísticas locais, a juventude está desproporcionalmente
representada tanto no número de vítimas como entre os que cometem crimes, enquanto
que as taxas de homicídio e violência entre jovens de varios países da região são
significativamente mais elevadas que a média mundial.

A CANSEC 2012 também proporciona aos participantes uma oportunidade de
discutir uma estratégia para a criação de um plano unificado de ação de combate ao
tráfico ilícito, uma praga que engloba toda a região, apresentando ameaças tanto
internas como externas. “Temos de utilizar este fórum (CANSEC 2012) para ter sérias
discussões sobre temas importantes para a região, com atenção especial ao crime
organizado transnacional”, disse o Tenente-Coronel Patrick Wallace, Comandante da
Força de Defesa de St. Kitts e Nevis.

Outro tópico de suma importância discutido durante a CANSEC 2012 é a mudança
no papel tradicional das forças armadas, como no combate ao narcotráfico e a
participação de militares em esforços de ajuda humanitária e assisitência a
desastres. “Precisamos aprender a melhor compartilhar a informação e como melhor
utilizar e nos beneficiar das novas ferramentas de divulgação disponíveis”, disse o
Comandante do Comando Sul dos EUA, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Douglas Fraser.



Share