Polícia boliviana detém 12 pistoleiros após onda de crimes nas ruas

Por Dialogo
abril 24, 2013

A polícia da Bolívia deteve 12 pistoleiros, entre eles um colombiano, um argentino e um brasileiro, após vários crimes relacionados ao narcotráfico na cidade de Santa Cruz, informou em 21 de abril o Ministério do Governo.



Em um comunicado enviado à AFP, o Ministério informou que os órgãos de segurança do Estado detiveram, em 20 de abril, dois assassinos de aluguel bolivianos que se somam a outros dez capturados no final de março “como resultado da ‘guerra contra os contrabandistas’ declarada pelo Governo”.



“Com a captura dos dois delinquentes, chegam a 12 atiradores capturados pela polícia, que percorre a cidade para deter a onda de ajustes de contas e assaltos à mão armada”, acrescentou.



Entre os pistoleiros capturados estão o colombiano Fabián Alberto Arrolave Ladino, o argentino Mario Sergio Mancilla e o brasileiro Adão Nilson Sosa da Silva, acusados de assassinar três pessoas em via pública, entre elas um peruano que devia US$ 300 mil dólares a uma colombiana, aparentemente do narcotráfico.



O governo também declarou, em 18 de abril, que há um outro assassino de aluguel colombiano detido, ligado ao tráfico de drogas.



A cidade de Santa Cruz, a 900 quilômetros a leste de La Paz, a mais populosa e pujante da Bolívia, foi abalada nas últimas semanas por uma onda de homicídios em via pública.



Um deles, que segundo o governo foi praticado pelo cidadão brasileiro, foi filmado por uma câmera de segurança de rua e divulgado pelos canais privados de televisão e no YouTube.



A polícia investiga pelo menos nove casos de ajustes de contas praticados por atiradores profissionais.






Share