• Home »
  • Uncategory »
  • Bolivia and United States Sign Agreement with View toward Improving Difficult Relationship

Bolívia e EUA assinam convênio para melhorar relações

Por Dialogo
novembro 09, 2011


Os Estados Unidos e a Bolívia deram o primeiro passo para melhorar suas relações ao assinarem um convênio de acordo binacional baseado no “respeito mútuo”, e fizeram votos pelo pronto regresso de seus embaixadores às respectivas capitais.

O convênio “estabelece um acordo de trabalho sob o qual os dois países tentarão uma relação baseada no respeito mútuo e na responsabilidade compartilhada”, assinalou um comunicado conjunto de ambos os governos.

“Esperamos o pronto regresso dos embaixadores a Washington e La Paz, e uma relação mais produtiva e de colaboração para o benefício de ambos os povos”, segundo o comunicado.

O acordo, depois de quase três anos sem que os dois países mantivessem embaixadores, foi firmado nesta segunda-feira em Washington D.C. pela subsecretária de Estado para assuntos mundiais, María Otero, e pelo vice-chanceler boliviano, Juan Carlos Alurralde.

La Paz e Washington D.C. vêm negociando este acordo desde 2009, depois que o presidente Evo Morales expulsou o embaixador norte-americano e os representantes da agência antidrogas DEA, no final de 2008, acusando-os de apoiar um suposto complô contra ele.

Washington D. C., por sua vez, expulsou o embaixador boliviano em represália.

As relações entre ambos os países vêm passando por constantes sobressaltos desde que Morales assumiu o poder, em janeiro de 2006, mantendo um discurso crítico do governo norte-americano.

Não obstante, Morales manifestou recentemente seu desejo de melhorar essas relações.

O acordo estabelece uma comissão binacional e “mecanismos de trabalho para garantir a efetiva implementação” do mesmo, segundo o comunicado.

Os dois países destacam que o fortalecimento das relações bilaterais “respeitará a soberania dos Estados e sua integridade territorial”.

As questões a respeito das quais La Paz e Washington D.C. querem estreitar os laços são o desenvolvimento humano, econômico, social e cultural de maneira sustentável, a luta contra o narcotráfico e o desenvolvimento comercial entre os dois países.

Os Estados Unidos mantinham uma cooperação esporádica antidrogas com as autoridades bolivianas, apesar do fato de que a DEA não esteve presente naquele país, de acordo com fontes oficiais.



Share