Bolívia: agentes antidrogas destroem pista clandestina e mega laboratório de cocaína

Bolívia: agentes antidrogas destroem pista clandestina e mega laboratório de cocaína

Por Eduardo Szklarz/Diálogo
janeiro 07, 2021

No dia 30 de outubro, membros da Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico (FELCN) da Bolívia apreenderam 278 quilos de pasta base de cocaína em duas propriedades no município de San Joaquín, no estado de Beni.

“Os agentes encontraram uma pista clandestina e uma pequena aeronave”, informou Edwin Lobatón, comandante da Unidade Móvel de Patrulhamento da Área Rural da FELCN, em declarações citadas pelo jornal boliviano La Prensa.

A apreensão ocorreu durante a operação Avispero. Os agentes encontraram a pasta base em 190 formas de plástico e em 45 pacotes em formato de tijolo. Também confiscaram um caminhão e 13 tambores com 780 litros de combustível para pequenas aeronaves.

Durante uma busca minuciosa, os agentes encontraram 195 kg de cocaína nas instalações do laboratório. (Foto: Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico da Bolívia)

Lobatón explicou que não houve detidos, porque esse tipo de propriedade geralmente conta com vários anéis de segurança que alertam quanto à presença das forças policiais.

“Além disso, para entrar no lugar foi preciso passar por várias fazendas. Isso faz com que nossa presença seja percebida”, informou o chefe de polícia em uma entrevista coletiva, segundo o site de notícias boliviano Informándote.

No dia 26 de outubro, em outra operação, a FELCN destruiu um megalaboratório de cristalização de cocaína no Parque Nacional Isiboro Sécure – uma área protegida também localizada em Beni.

“Em cumprimento ao Plano de Operações Amanhecer, patrulhas do GIOE [Grupo de Inteligência e Operações Especiais] da FELCN encontraram um mega laboratório ativo para cristalização de cocaína”, informou a força em um comunicado. No local, os agentes encontraram 195 kg de cocaína.

“[O mega laboratório] tinha energia elétrica, áreas residenciais, refeitório, [equipamento para conteúdo] diluído e filtrado, seco e prensado, destilado, depósitos, diversas ferramentas e encanamentos, chuveiros e banheiros, além de medidas de segurança do perímetro e vários pontos de vigilância”, informou o site Periódico Bolívia.

Entre os dias 13 de novembro de 2019 e 30 de setembro de 2020, os agentes confiscaram 451,2 toneladas de drogas, sendo 12,8 toneladas de cocaína e 438,4 toneladas de maconha.

Além disso, apreenderam 500 veículos, 20 pequenas aeronaves e 122 imóveis, informou a FELCN.

Share