Almirante-de-Esquadra ressalta as parcerias reforçadas do Comando Sul

Admiral Highlights SOUTHCOM’s Strengthened Partnerships

Por By Lisa Ferdinando, DoD News, Defense Media Activity
março 13, 2018

O Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) está fortalecendo a cooperação interagências e as parcerias na América Latina e no Caribe para enfrentar as crescentes ameaças contra a segurança, disse o Almirante-de-Esquadra da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd, comandante do SOUTHCOM, ao Pentágono, em 5 de março. “Traficantes de drogas, traficantes de seres humanos, apoiadores do terrorismo, negociantes de armas e lavadores de dinheiro não são novidade nessa região, mas operam de maneiras novas e surpreendentes, em comparação com anos anteriores”, disse o Alte Esq Tidd aos repórteres em uma coletiva de imprensa.

São necessários novos métodos de abordagem para lidar com essas ameaças, disse ele, pois “já não é suficiente confiar somente no que funcionou nas décadas anteriores para encontrá-los e detê-los”. Os elementos criminosos e extremistas estão bem financiados e são cada vez mais sofisticados e capazes de adaptarem-se às circunstâncias, afirmou.

Eles estão angariando todos os meios disponíveis para deslocar “narcóticos letais, pessoas, armas e dinheiro sujo para dentro e fora da América Latina e do território dos EUA”, disse. “As redes extremistas [como o Estado Islâmico do Iraque e da Síria] têm grande alcance em nosso hemisfério, influenciam aspirantes a terroristas a efetuar ataques na região ou tentar entrar nos Estados Unidos para causar dano aos nossos cidadãos”, afirmou.

Princípios compartilhados unem os EUA e a América Latina

O Alte Esq Tidd expressou sua preocupação com a influência da China, da Rússia e do Irã na região, dizendo que esses três países buscam “posições seguras no nosso hemisfério”, mas não compartilham os mesmos valores que o hemisfério ocidental em relação às liberdades e aos ideais democráticos. “Essas liberdades e esses princípios são o que nos une”, ressaltou, acrescentando que os Estados Unidos estão “atentos” às tentativas de debilitar esses princípios compartilhados, ameaçar os interesses dos EUA ou minar as parcerias dos EUA dentro da região. “Essas preocupações comuns estão guiando nossos esforços para continuar construindo uma rede de parceiros capacitados no Departamento de Defesa [dos EUA], no governo federal, no hemisfério ocidental e finalmente na comunidade internacional”, declarou o Alte Esq Tidd.

Parcerias para o sucesso

O SOUTHCOM está trabalhando com os parceiros federais dos EUA para identificar maneiras de unificar uma resposta à crise fatal de opioides nos Estados Unidos, afirmou o Alte Esq Tidd. Além disso, o SOUTHCOM expandiu a colaboração com o Departamento do Tesouro e o Departamento de Segurança Interna dos EUA com o objetivo de aumentar o compartilhamento de inteligência e análise para melhor detectar, deter e desmantelar as ameaças à segurança. Os parceiros internacionais também são essenciais para enfrentar as ameaças e deter as atividades ilícitas, explicou.

“No último ano fiscal, a Força-Tarefa Conjunta Interagências Sul interditou 283 toneladas métricas de cocaína graças em grande parte aos nossos parceiros na região”, disse. “Sem o apoio dos nossos parceiros, 77 toneladas métricas de cocaína teriam alcançado os EUA só no último ano.”

Além disso, o SOUTHCOM colaborou amplamente com os parceiros internacionais para responder aos desastres naturais em 2017, afirmou. “Após os furacões Irma e Maria causarem níveis de devastação nunca vivenciados em uma geração, nós trabalhamos lado a lado com os parceiros europeus e caribenhos para evacuar e socorrer milhares de vítimas”, declarou.

A área de responsabilidade do SOUTHCOM na América Central, no Caribe e na América do Sul engloba 31 países e 16 territórios anexos e áreas de soberania especial. O Alte Esq Tidd destacou que o comando continuará a expandir sua rede de colaboração na região.

“Os laços duradouros que temos com essas nações não devem jamais ser desvalorizados”, disse. “Se não nos empenharmos e trabalharmos ativamente com esses parceiros, outros o farão.”
Share