Arrow left
Arrow right

2009-11-10

10 de novembro — Resumo das notícias da América do Sul

LIMA, Peru — Vacinas contra a gripe A chegam no final de novembro: O ministro da Saúde do Peru, Óscar Ugarte, informou que as vacinas contra a gripe A chegarão ao país nos últimos dias de novembro, quando a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) começará a distribuí-las na região em um processo que vai até janeiro de 2010. O plano é vacinar cerca de três milhões de peruanos contra o vírus da gripe A entre fevereiro e março de 2010, antes da chegada do inverno no hemisfério sul, para evitar uma nova epidemia da doença.

[Peru.com, EFE]

SANTIAGO, Chile — Juiz absolve novo chefe do Exército: O juiz chileno Víctor Montiglio, responsável pelo caso da “Caravana da Morte”, assegurou que o novo comandante do Exército chileno, o general Juan Miguel Fuente-Alba, não tem antecedentes que possam vinculá-lo à investigação de crimes da ditadura de Augusto Pinochet, que governou o país entre 1973 e 1990. “Não existem antecedentes para entrar com ações contra o general”, garantiu o magistrado. A nomeação foi questionada por advogados de direitos humanos, que acusam Fuente-Alba de ter participado do regimento setentrional de Calama quando, em 1973, a referida caravana assassinou 26 prisioneiros políticos.

[La Tercera, EFE]

SÃO PAULO, Brasil — Telefônica aprova notas promissórias bilionárias para comprar GVT: A Telesp, subsidiária brasileira da empresa espanhola de telecomunicações Telefónica, aprovou a emissão de notas promissórias no valor de cerca de US$ 3,5 bilhões com as quais assumirá os custos de uma possível aquisição da operadora Global Village Telecom (GVT). Os recursos serão destinados a saldar os compromissos que a Telesp assumirá se for aprovada a compra da GVT até o dia 19 de novembro. Na semana passada, a Telefónica elevou a sua oferta de compra da GVT de US$ 27,20 por ação para US$ 29,70. A operação total é calculada em US$ 3,13 bilhões.

[O Globo, EFE]

BUENOS AIRES, Argentina — Peru mostra interesse em projéteis navais da Argentina: Durante a reunião entre o comandante da Marinha do Peru, almirante Rolando Navarrete Salomón, e a ministra da Defesa da Argentina, Nilda Garré, em Buenos Aires, o militar disse que o seu país está interessado em compra projéteis navais de fabricação argentina. O militar peruano e a ministra argentina conversaram sobre a necessidade de aumentar a cooperação regional. Salomón foi informado sobre o programa de recondicionamento dos mísseis italianos Aspide, realizado pela Marinha argentina e pelo Instituto de Pesquisas Científicas e Técnicas para a Defesa.

[Clarín, EFE]

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.