2009-10-12

12 de outubro — Resumo das notícias da América Central e do Caribe

CIDADE DO MÉXICO, México — Governo anuncia produção de vacina contra a gripe A: O México começará a produzir a vacina contra a gripe A em 2010 e deverá chegar a 2011 com um estoque de aproximadamente 20 milhões de doses. A informação foi dada pelo secretário nacional da Saúde, José Ángel Córdova Villalobos. Ele explicou que o país precisa de quase 28 milhões de doses e que as primeiras serão aplicadas nos trabalhadores do setor da saúde. O governo revelou que os índices de contágio começam a aumentar com o início do inverno do hemisfério norte e o começo do ano letivo.

[Excélsior, La Jornada]

SAN SALVADOR, El Salvador — Presidente tem alto índice de popularidade: Mais de 86% dos salvadorenhos têm uma imagem favorável do seu presidente, Mauricio Funes. A cifra é a mais alta dos últimos dez anos entre os governantes da América Central. Os dados foram divulgados pelo instituto CID Gallup, que também revelou que somente 8,6% têm uma imagem desfavorável do chefe de Estado. Funes, ex-jornalista e membro da aliança política de centro-esquerda FMLN, assumiu a Presidência no dia 1º de junho, há quatro meses.

[Infolatam, EFE]

SANTO DOMINGO, República Dominicana — Setor imobiliário do turismo chega ao auge: Entre janeiro e agosto de 2009, o governo dominicano aprovou mais de 40 projetos imobiliários dedicados ao turismo, totalizando um investimento de US$ 5,78 bilhões. O ministro do Turismo, Francisco Javier García, acrescentou que a construção dos projetos levará dez anos e somará 46.448 moradias à capacidade do setor hoteleiro. Além disso, ele comunicou que em 2008 o país recebeu US$ 4,17 bilhões graças ao turismo, o equivalente a 85% da receita do setor de serviços.

[EFE, PA Digital]

CIDADE DO PANAMÁ, Panamá — País recebe missão de empresários holandeses: Cerca de 20 empresas da Holanda enviarão comitivas comerciais ao Panamá para analisar as possibilidades de realizar negócios no país. A visita foi definida por meio do programa governamental Panamatch, que tenta aproximar as companhias de ambas as nações e solidificar as conexões comerciais bilaterais. A missão holandesa participará no dia 13 de outubro de uma conferência sobre o estudo do mercado marítimo e logístico do Panamá. Além disso, o vice-ministro de Comércio, José Domingo Arias, visitará a cidade de Haia na primeira semana de novembro junto com uma missão empresarial panamenha.

[La Estrella, PA Digital]

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.