2009-05-20

20 de maio — Resumo das notícias da América Central e do Caribe

Karla Montaner

MANÁGUA, Nicarágua — Nicarágua fortalece intercâmbio comercial: Com o objetivo de demonstrar a capacidade produtiva do setor industrial, autoridades e empresários da Nicarágua estão preparando dois importantes eventos de negócios no país: a feira internacional da indústria e do comércio Exponica 2009 e a 1ª Exposição Comercial Cinesa. A Exponica 2009 tem como meta promover a entrada de empresas nicaraguenses em mercados de grande potencial, como México, Taiwan e Brasil. O outro evento mostrará a diversidade dos produtos fabricados na China e promoverá a exportação para a Ásia de mariscos, carne, fumo, rum e produtos artesanais nicaraguenses.

[EFE, El Nuevo Diario]

PORTO PRÍNCIPE, Haiti — Bill Clinton é o novo enviado especial da ONU para o Haiti: A ONU designou o ex-presidente americano Bill Clinton como enviado especial para o Haiti. A nomeação tem como objetivo atrair investimentos para o país e melhorar a imagem das tropas de paz da organização, consideradas como forças de ocupação por muitos haitianos. Clinton visitou o país em março deste ano ao lado do secretário geral da ONU, Ban Ki Moon, para chamar a atenção do mundo para os problemas econômicos enfrentados pela nação mais pobre do hemisfério ocidental. É uma honra para mim aceitar o convite do secretário geral, assegurou Clinton.

[Radio Kiskeya, AFP, Reuters]

CIDADE DO MÉXICO, México — Cai número de contágios pela gripe A: A Secretaria Nacional da Saúde informou que o vírus da gripe A (H1N1) está em tendência de queda, com 70 mortes e 3.646 casos confirmados. Com a epidemia sob controle, o órgão ressaltou que a atividade econômica deverá ser retomada dentro para demonstrar ao mundo o restabelecimento da vida cotidiana, sem deixar de lado as medidas de prevenção nem baixar a guarda. A entidade assegurou que o medicamento para combater o vírus foi distribuído a todos os estados mexicanos conforme as necessidades de cada um.

[Milenio, Jornada, El Financiero]

SAN JOSÉ, Costa Rica — Telefonia celular cresce na América Central: Conforme a consultoria Pyramid Research, o mercado de telefonia celular da América Central deverá crescer mais de 20% em 2009 em relação a 2008. Costa Rica, Nicarágua e Honduras são vistos como os países de maior desenvolvimento no mercado, especialmente em matéria de mensagens de texto e serviços de conteúdo como toques, gráficos, jogos, acesso à Internet, músicas, vídeos e informações. Em 2008, as operadoras de celular da região tiveram uma receita de US$ 3,68 bilhões.

[EFE, El Financiero]

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.