Arrow left
Arrow right

2012-02-16

Argentino Tevez de volta ao Manchester City

O argentino Carlos Tevez deve voltar ao Manchester City depois que o time o suspendeu em setembro por supostamente ter se recusado a entrar no jogo como reserva. (Nigel Roddis/Reuters)

O argentino Carlos Tevez deve voltar ao Manchester City depois que o time o suspendeu em setembro por supostamente ter se recusado a entrar no jogo como reserva. (Nigel Roddis/Reuters)

Por Dave Carey para Infosurhoy.com — 16/02/2012

MANCHESTER, Inglaterra – Carlos Tevez está pronto para voltar – ao Manchester City.

O ágil atacante argentino parece ter deixado para atrás o imbróglio com a potência da Premier League inglesa e deve entrar em campo o mais rápido possível. Tevez, que deve começar a treinar com o clube imediatamente depois de se desculpar, foi alvo de dezenas de boatos de transferência durante a janela de janeiro.

“Estamos aqui”, disse o técnico do Manchester City, Roberto Mancini, aos jornalistas. “Não mudamos nos últimos meses e Carlos sabe disso. Ele é jogador do City. Todos sabem que Tevez é um dos melhores jogadores e talvez seja melhor para nós tê-lo aqui. Carlos pode mudar muitos jogos. Se ele retornar na próxima semana, talvez possa nos ajudar nos últimos três meses.”

Tevez provocou a ira de Mancini e dos torcedores do Manchester City em setembro, quando supostamente se recusou a entrar em um jogo da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique como reserva. O atleta de 28 anos foi multado em quase US$ 1,9 milhão (R$ 3,2 milhões) por má conduta e seu salário semanal de mais de US$ 310.000 (R$ 533.000) foi retido enquanto ele permaneceu na América do Sul.

Mas, como o City teve dificuldades em marcar nas últimas partidas, a exigência de um talento de elite como Tevez pressionou os Azuis. Agora, tudo o que resta ao atacante para retornar a campo parece ser um voo transatlântico e algumas desculpas ao time.

“Isso é normal”, disse Mancini aos jornalistas. “Então, depois, Carlos poderá treinar e jogar – desde que esteja em boas condições.”

O Manchester City está em primeiro lugar na Barclays Premier League, com dois pontos à frente do Manchester United.

Thiago Silva deve ficar na Itália

Thiago Silva nem pensa em sair do AC Milan.

Apesar dos inúmeros boatos de transferência, o próprio jogador e seus representantes sustentam que o zagueiro brasileiro está feliz no clube italiano e não deseja sair do atual campeão da Série A. Recentemente, houve rumores de que Thiago Silva iria para a potência espanhola FC Barcelona.

“Thiago está feliz no Milan”, disse aos jornalistas seu empresário, Paulo Fernando Tonietto. “Ele é calmo e sabe que está jogando em um grande clube. Se ele não ficar no Milan, será porque o clube assim decidiu.”

O atleta de 27 anos, que joga principalmente de zagueiro, se transferiu do Fluminense para o AC Milan em 2009 e ainda tem quatro anos de contrato pela frente. Acredita-se que o Barcelona tenha oferecido quase US$ 40 milhões (R$ 69 milhões) por uma transferência em potencial, mas o AC Milan teria pedido mais de US$ 52 milhões (R$ 89 milhões) para concluir a negociação.

“Ele é o melhor jogador do mundo em sua posição, então é fácil ligar seu nome ao do Barcelona”, afirmou Tonietto em entrevista. “Mas nem o Barcelona nem o Milan, ou mesmo Thiago, foi chamado para discutir essa opção. É apenas especulação.”

Mano Menezes esnoba astros

O técnico da Seleção, Mano Menezes, dá seguimento à tendência de convocações surpreendentes ao deixar destaques como Maicon, Lucio, Robinho, Alexandre Pato, Kaká, Rafael e Fabio de fora do amistoso contra a Bósnia-Herzegovina, na Suíça, no fim do mês.

A escalação de Mano conta com os goleiros Júlio César (Inter de Milão), Diego Alves (Valencia), Rafael (Santos) e os zagueiros Luisão (Benfica), Thiago Silva (AC Milan), David Luiz (Chelsea), Dedé (Vasco da Gama), Daniel Alves (Barcelona), Adriano (Barcelona), Marcelo (Real Madrid) e Alex Sandro (Porto).

Os meio-campistas Elias (Sporting Lisboa), Fernandinho (Shakthar), Ganso (Santos), Danil (Porto), Sandro (Tottenham) e Hernanes (Lazio), e os atacantes Neymar (Santos), Leandro Damião (Internacional), Hulk (Porto), Lucas Moura (São Paulo), Ronaldinho (Flamengo) e Jonas (Valencia) completam a lista.

Santana se prepara para voltar

Johan Santana está perto de voltar a jogar.

O venezuelano de Mérida e arremessador de destaque passou uma hora no complexo do New York Mets em 14 de fevereiro, treinando recepção por 10 minutos e participando de uma variedade de treinamentos do time da Liga Principal de Beisebol (MLS). Santana deve participar do aquecimento de 17 de fevereiro e, se mantiver o ritmo, o canhoto pode vir a jogar em uma partida simulada.

Santana não participou da temporada 2011, pois se recuperava de uma cirurgia de reparação da cápsula articular anterior do ombro esquerdo. Ele deveria voltar a arremessar no fim de julho, mas vários reveses o mantiveram fora das ligas principais.

“A partir de agora, vou seguir tudo que querem que eu faça e vamos ver como me sinto”, disse Santana aos jornalistas. “Não posso dizer o que vai acontecer daqui a cinco, seis semanas porque estaria mentindo. Tenho que viver um dia por vez. É assim que temos feito desde o ano passado. É assim que faremos este ano. E, quando chegar a próxima fase de treinamentos e a temporada regular, veremos se estamos prontos.”

O jogador de 32 anos deve faturar US$ 24 milhões (R$ 41,5 milhões) nesta temporada e US$ 25,5 milhões (R$ 44,1 milhões) em 2013, e tem a opção de permanecer no clube em 2014 ou ser vendido por US$ 5,5 milhões (R$ 9,5 milhões).

Santana teve diversas participações em ligas inferiores em junho, mas tinha dificuldades nas bolas rápidas, atingindo 145 km/h mas com dificuldades de passar dos 138 km/h de maneira consistente. Se a bola rápida de Santana perdeu tanta velocidade, seu arremesso mais lento não será tão eficaz.

“No final da fisioterapia, no ano passado, me senti bem mas também sabia – e os médicos me disseram – que o descanso era parte da recuperação e que tinha que parar com tudo”, declarou Santana aos jornalistas. “Agora, temos que começar do zero e ver onde chegamos.”

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.