2010-08-12

Jhonny Peralta se destaca no time do Tigers de Detroit

“Ele é muito consistente, com mão certeira e braço preciso”, disse o dirigente do Tigers, Jim Leyland, sobre seu jogador de terceira base, o dominicano Jhonny Peralta. (Ronald Martínez/AFP/Getty Images)

“Ele é muito consistente, com mão certeira e braço preciso”, disse o dirigente do Tigers, Jim Leyland, sobre seu jogador de terceira base, o dominicano Jhonny Peralta. (Ronald Martínez/AFP/Getty Images)

Por Dave Carey para Infosurhoy.com—12/08/2010

WASHINGTON, D.C., EUA – CARTÕES POSTAIS DOS EUA.

Jhonny Peralta

Cidade: Santiago, República Dominicana

Altura/Peso: 1,85 m / 95 kg

Nascimento: 28/05/1982 (28 Anos)

Esporte: Beisebol

Posição: Terceira base

Time: Detroit Tigers

Contrato: Ele assinou um contrato de US$ 13 milhões por cinco anos em março de 2006. Somente esse ano, ele vai faturar US$ 4,85 milhões.

O que ele tem feito: O potente rebatedor interno passou 7 anos e meio de sua carreira na liga principal no time do Indians de Cleveland antes de ser negociado com o Tigers no ano passado. E que estreia ele teve no time de Detroit! No seu primeiro jogo, ele fez dois home-runs e permaneceu como peça-chave do time no esforço para chegar à pós-temporada. O Tigers tem 55-59, nove jogos atrás do Minnesota Twins e do Chicago White Sox, que são os melhores times da Divisão Central da Liga Americana, com 64-50 cada. Se o time de Detroit chegar às finais pela primeira vez desde a derrota para o St. Louis Cardinals em 2006, vai precisar que Jhonny Peralta cresça em sua temporada consistente, onde obteve 24% de rebatidas, 47 corridas impulsionadas e 9 home-runs. No início, foi difícil para Jhonny Peralta entrar na liga principal porque o Indians tinha o venezuelano Omar Vizquel, 11 vezes ganhador do prêmio Gold Glove (Luva de Ouro). Jhonny Peralta estreou na liga principal em junho de 2003, mas seu fraco desempenho fez com que ele retornasse ao Triple-A de Buffalo, onde aprimorou sua técnica e levou o Bisons ao título em 2004, sendo então escolhido como o Melhor Jogador Internacional da Liga naquele ano. Em 2005, Omar Vizquel foi contratado pelo San Francisco Giants como passe livre, abrindo caminho para que Jhonny Peralta se tornasse o astro do time de Cleveland. Os 29,2% de rebatidas de Jhonny Peralta, mais 24 home-runs e 78 corridas impulsionadas, o renderam um contrato de US$ 13 milhões por cinco anos. “Ele é muito consistente, com mão certeira e braço preciso” disse o dirigente do Tigers, Jim Leyland, ao MLive.com. “Ele é inabalável e está se saindo muito bem. Mas, sejamos realistas. Se espera que ele se torne um Hanley Ramirez [da Flórida] ou Elvis Andrus [do Texas], esqueça."

Fora de campo: Antes de ser negociado com o time de Detroit, Jhonny Peralta foi indicado para o Prêmio Roberto Clemente na última temporada pelos seus esforços para a melhoria da qualidade de vida de famílias e crianças na região de Cleveland. Um dos maiores grupos com os quais Jhonny Peralta trabalhou foi o LakeShore Day Camp, que presta auxílio a crianças com necessidades especiais e suas famílias. Jhonny Peralta também é atuante no programa Special Olympics, que trabalha com paraatletas, ajudando-os a se desenvolverem física, social e psicologicamente através do esporte. Jhonny Peralta e sua esposa, Molly, também participam regularmente do Departamento de Doação à Comunidade do Indians de Cleveland, através do programa de caridade “Shop with a Pro” que, desde 1989, já doou mais de US$ 6 milhões a organizações voltadas para os jovens. Jhonny Peralta foi também o símbolo do Cleveland Indians High Achievers Kids Club (um programa que premia bons alunos). “Vou para onde me mandarem”, disse Jhonny Peralta, segundo reportagem do jornal Cleveland Plain Dealer. “Minha época no Indians foi excelente, mas se for para me mudar, me mudarei.”

Você sabia? Jhonny Peralta sofreu uma cirurgia a laser no olho no início de 2006. No final do ano anterior, ele tinha dificuldades em ver os sinais do receptor e foi diagnosticado com miopia. Jhonny Peralta primeiro usou lentes de contato, mas teve dificuldades de adaptação. Então, depois da temporada de 2006, ele se submeteu à cirurgia LASIK. “Eu mesmo podia sentir”, disse Jhonny Peralta ao MLB.com. “Eu não via a bola muito bem e quando jogava como interbases, eu não conseguia ver os sinais na quarta base. Sabia que tinha problemas de visão.”

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.

2 de Comentários

  • MORENITA BELLA DE PMA. | 2011-04-02

    Me alegro muito que está melhorando a cada dia e que Deus Todo-poderoso lhe dê paixão e força para continuar, que abençoe toda sua família e que te faça um triunfador como sempre. Você está em todas as minhas orações e bênçãos a toda a equipe campeã porque eles são campeões... Deus te abençoe Jhonny e nunca perca a humildade que sempre teve, a humildade que desde pequeno te ensinaram, isso é de admirar e o apoio que dá a essas preciosas crianças e jovens que precisam para continuar com esses sonhos e que querem ser um bom jogador como você, bênçãos, Deus sempre te abençoará e estará sempre em minhas orações... bênçãos.

  • anyelo arias | 2010-11-05

    Ele é um bom jogador e seu público espera um bom contrato