2010-03-03

NASA: Dia pode ser reduzido por causa do terremoto no Chile

O terremoto do Chile foi tão grande, que pode ter alterado a rotação da Terra, segundo a NASA. (Martín Bernetti/AFP/Getty Images)

O terremoto do Chile foi tão grande, que pode ter alterado a rotação da Terra, segundo a NASA. (Martín Bernetti/AFP/Getty Images)

Por Jon Gallo para Infosurhoy.com — 03/03/2010

WASHINGTON, D.C., Estados Unidos – O gigantesco terremoto de magnitude 8,8 que atingiu o Chile foi tão poderoso, que pode ter alterado a rotação da Terra inteira, fazendo com que a duração do dia do planeta seja ligeiramente reduzida, segundo a NASA. O terremoto, que foi o sétimo mais forte documentado na história, pode ter encurtado a duração do dia da Terra em 1,26 milésimos de segundo, afirma o cientista do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia, Richard Gross. “Talvez o mais impressionante é o modo como o terremoto mudou o eixo da Terra”, disseram cientistas da NASA à rede de televisão MSNBC. A equipe de pesquisadores de Gross usou um computador que concluiu que o terremoto pode ter alterado o eixo de rotação da Terra em cerca de 7,62 centímetros, de acordo com a MSNBC. O eixo de rotação da Terra é diferente do eixo norte-sul, que gira uma vez por dia em cerca de 1,6 mil km/h. O papel do eixo de rotação é o de equilibrar a Terra e contrabalançar cerca de 10 metros do eixo norte-sul do planeta. O eixo da Terra já foi anteriormente alterado com o terremoto de magnitude 9,1 que atingiu Sumatra em 2004, reduzindo o dia em todo o mundo em cerca de 6,8 microsegundos e causou um deslocamento do eixo em cerca de 7,01 centímetros, segundo a MSNBC. Apesar de o dia ter 24 horas, é comum a diminuição da duração do dia em milésimo de segundo ao longo do ano. A Terra gira mais lentamente no inverno no Hemisfério Norte, causando um aumento na duração do dia, mas gira mais rápido no verão, causando sua diminuição, segundo Richard Gross. A falha provocada pelo terremoto no Chile também corta a Terra em um ângulo mais acentuado que a falha causada pelo terremoto de Sumatra, disseram os cientistas da NASA. “Isso faz com que a falha do Chile seja mais efetiva no deslocamento vertical da massa da Terra e, portanto, mais eficaz na mudança do eixo de rotação da Terra”, segundo disseram os cientistas da NASA para a MSNBC.

Minas chilenas retomam a produção após o terremoto

As minas chilenas retomaram as operações depois que o país foi atingido pelo terremoto, que obrigou cerca de 25% das empresas de mineração do país interromperem temporariamente a produção, após o desastre natural ter causado a queda de energia. Mas a energia está começando a fluir por todo o país, com funcionários das mineradoras otimistas porque a empresa resistiu durante a pior parte do terremoto, segundo a Reuters. O preço do cobre subiu 3% em Londres no dia 1° de março e teve queda de 2% depois do terremoto. Embora algumas partes do Chile tenham sofrido enormes estragos, parece que todas as minas do país foram poupadas. Funcionários da Codelco, a número 1 do mundo na produção de cobre, disseram em 1° de março, que todas as suas minas estavam recebendo alimentação adequada e sua maior produtora – El Teniente, que produz 7% de cobre do país – reabriu pouco mais de 24 horas após o terremoto, segundo a Reuters. “É pouco provável que o terremoto do Chile tenha um duradouro impacto na produção e no comércio, além de alterações nos preços a curto prazo, uma vez que as minas estão intactas. A infraestrutura provavelmente será rapidamente restabelecida, (e) os níveis de estoques estão relativamente altos”, disseram analistas da UBS num relatório citado pela Reuters.

Secretária de Estado americana leva telefones via satélite durante visita ao Chile

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, prometeu apoio do seu país na ajuda humanitária do Chile, enquanto visitava o país três dias depois de o país ter sido atingido pelo terremoto, segundo a Voice of America (VOA). Hillary Clinton, que está no meio de sua programação de visitas a seis países da América Latina, disse que seu país está pronto para ajudar o Chile, assim que receber o pedido da presidente Michelle Bachelet. Hillary Clinton, que elogiou a contribuição do Chile na ajuda humanitária do Haiti, chegou em um dos mais ricos países da América do Sul com 20 telefones via satélite para ajudar funcionários do governo chileno no processo de reconstrução, segundo a VOA. Hillary Clinton se encontrou com Michelle Bachelet antes de se encontrar com o presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, cujo mandato se inicia em 11 de março. A democrata Hillary Clinton começou sua viagem pelo Uruguai em 1° de março, quando ela participou da posse do presidente José Mujica antes de seguir para a Argentina para se encontrar com a presidente Cristina Kirchner. Hillary Clinton pretende chegar ao Brasil em 3 de março para se encontrar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na tentativa de obter seu apoio na imposição de sanções da ONU contra o programa nuclear do Irã. Ela conclui sua viagem na Costa Rica e Guatemala no final dessa semana.

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.

27 de Comentários

  • alejandra labraña | 2010-08-31

    Ninguém está preparado para uma catástrofe dessa magnitude, sou chilena e moro na Argentina e tudo o que vivemos e continuamos vendo na televisão e pela internet, não podemos crer cada vez que vemos o que ocorreu o que ainda está sofrendo toda essa gente, nós choramos porque eu amo meus filhos, meus pais e toda minha família e ali quantas crianças, mães, pais, avós, tios, irmãos, etc. morreram esmagados, afogados, é terrível. Só JESUS cura essas feridas. Eu sou Ale.

  • rossana | 2010-08-28

    Sinto adentro do meu coração que somos nós os seres humanos que estamos destruindo nossa Terra que já está desmoronando em todo o mundo não só no Chile, os fenômenos são diários em diferentes partes, eu os convido a meditar sobre tudo e reagir. Esse terremoto nos deixou a lição que ninguém é imprescindível na vida, pode atingir o rico e o pobre uma desgraça manifestada pela nossa mãe natureza

  • Jorge | 2010-08-13

    Já passei por um terremoto que me custou muito poder voltar a ser o mesmo de antes, sinto que tudo o que consegui realizar tanto profissional quanto sentimentalmente não me serviu de nada, me sinto vulnerável, não consigo tirar da cabeça as imagens que vi, ruídos desagradáveis, está custando muito me libertar de tudo isso, não sou mais o mesmo, minha vida mudou, luto permanentemente comigo mesmo para superar isso, ainda não consegui embora espero superar tudo logo, estou temeroso, me sinto enfraquecido, esgotado, Espero seguir em frente. Estou mais apreensivo com todos, meus filhos, meus pais e irmãos. Espero voltar a ser o mesmo.

  • nelson carrasco vasquez | 2010-07-21

    Sou uma pessoa que já passoi por muitas situações \"especiais\" terremoto do ano 1960, terremoto do ano 1995, os dois terremotos brancos, os vivi nas montanhas com até 17ºC abaixo de zero, fui testemunha do fim e começo de um século, como também o fim e o começo de um milênio, e por último minha separação. Como se vê, tive muitas vivências, mas o importante não é tê-las, e sim saber tirar uma lição delas. Todos sabemos muitas coisas, nesse caso, de nosso país; entre outras, sabemos que temos um tremendo cordão vulcânico ao longo de nosso país: sabemos que esse país é banhado em toda sua longitude por um mar cheio de vulcões submarinos ativos e inativos (um vulcão jamais está morto). Qual pode ser a moral nesse caso? Na minha opinião, é muito simples...\"pensar\" com um país como o nosso (CHILE),se sabe o que pode acontecer, o que não se sabe é quando, essas duas variáveis têm uma resposta muito lógica; se sabemos o que pode ocorrer mas não sabemos quando, o mais lógico é \"pensar\" o que fazer quando ocorrer. Eu tinha e tenho (porque ainda funciona) um plano de contingência para esses fenômenos; minha experiência: há alguns anos houve um alerta (falso) de tsunami em Concepción, eu não estava na área (a 100 km) ainda assim sabia que meu filho poria em execução o \"plano\" e não me equivoquei, conseguiu chegar à zona de segurança; em 27 de fevereiro eu me encontrava em Santiago, pensei o mesmo e aconteceu o mesmo. Um plano de emergência não é importante até onde chega a necessidade de aplicá-lo, por uma razão muito simples, \"nesse\" momento é impossível criar um, portanto tem que existir um.Um sismo se sabe como começa, mas não se sabe como vai terminar. Em terra 4º e no mar.....\"pensar\"todos..Autoridades. antecipar..ensinar...salvar.

  • Dharma Ignacia | 2010-07-20

    Yo lamentablemente sobreviví no como otra gente que se les cayo la casa o se les trizo la casa , mi mamá estaba embarazada y por suerte se salvo y no le paso nada y ahora esta mi hermanito vivo , y...¡Viva Chile!

  • daniel ortiz | 2010-07-11

    Bem, tomara que com essa lição de prova que o Senhor põe à humanidade, aprendam q querer-se e amar-se um pouco mais........

  • Amada Quintana Gómez | 2010-07-10

    Me agradaria muito se os cientistas nos informassem se sabem qual foi a origem desse terremoto. Teve relação com as placas de Nascar, ou foi de origem vulcânica, ou o que. Muito agradecida. Atenciosamente, Amanda

  • nico | 2010-06-27

    Não entendo porque isso acontece

  • RUBEN DARIO CONTRERAS ALVAREZ | 2010-06-20

    É NECESSÁRIO QUE ESSE MATERIAL CHEGUE ÀS ESCOLAS MUNICIPAIS DO PAÍS JUNTO COM GRÁFICOS QUE POSSAM EXPLICAR DE MANEIRA CLARA E DIDÁTICA O QUE ESSE SISMO COM ESSAS CARACTERÍSTICAS PROVOCOU NO SOLO DE NOSSO PAÍS, TOMARA QUE SE TORNE REALIDADE MUITO EM BREVE

  • Robin Hidalgo | 2010-06-18

    Estamos vivendo toda a ira da natureza nessa época, já fomos atingidos pelos quatro elementos: 1. O vulcão Chaiten entrou em erupção no sul do Chile na sexta-feira, 02 de maio. 2. 27 de fevereiro de 2010, terremoto de 8,8 3. depois do terremoto, a tsunami. 4. 14 de junho de 2010, um tornado. Tudo isso que está nos acontecendo, está nos dando uma grande lição aprendemos a ser mais humanos, aprendemos que é a união, não só da gente afetada, mas de todo um país, por isso grito e inflo meu peito porque tenho orgulho de ser CHILENOOO !!!!!!

  • clementina sepulveda | 2010-06-08

    Jamais pensei que eu e minha família íamos passar por um terremoto, foi terrível, tenho dois filhos e ficamos muito mal, mas com a ajuda de Deus estamos seguindo em frente, somos muito crentes, vai levar muito tempo para esquecer, mas conseguiremos, creio que o terremoto não foi o mais terrível, mas o saque, o fato de ter que cuidar de nossas casas para que não nos roubem, poderia passar toda a noite falando nisso, muita coisa aconteceu. Força a todos os chilenos.

  • susana | 2010-06-06

    oooooooh não totalmente lamento muito, estou muito triste por gente tão boa como os chilenos assim como os haitianos e bem, sinto muito, isso não deveria acontecer, lamento e bem, desejo a todos os melhor possível tchau que tenham esperança e um novo amanhecer susana valentina montilla Perez

  • | 2010-05-28

    GOSTARIA QUE ME INFORMASSEM SOBRE O MAPA DE RISCOS SÍSMICOS EM SANTIAGO E AGRADECER SUA RESPOSTA E PUBLICAÇÕES

  • soledad diaz fuenzalida | 2010-05-26

    O importante é que se informe o país, muito interessante os comentários, já que todos nós queremos saber se esses movimentos continuarão durante o ano, além disso, comenta-se que haverá tremores secundários mais fortes, esperando que vocês reúnam mais informações e que possam estar alerta a qualquer situação de um tsunami, parabéns.

  • Mariana Vergara | 2010-05-05

    Vivemos uma experiência angustiante em Concepción no dia 27 de fevereiro. Apesar de estarmos bem próximos do mar, só ficamos sabendo do tsunami por volta das 14 horas do domingo. A falta de informação foi um duro golpe.

  • Julio | 2010-05-03

    Olá, obrigado pela informação mas gostaria de saber o que há com o sinal de telefones celulares porque cai tão rápido depois de um tremor forte, cumprimentos.!!! VAMOS CHILE MUITA FORÇA!!! VAMOS CHILE MUITA FORÇA!!! VAMOS CHILE MUITA FORÇA!!! VAMOS CHILE MUITA FORÇA!!! VAMOS CHILE MUITA FORÇA!!!

  • larissa | 2010-04-28

    oi eu tenho 12 anos e estudo no colegio marista em são vicente de minas

  • Sergio Gacitúa Montecinos | 2010-04-26

    Não pensem que coisas assim são o fim do mundo, olhem pelo lado positivo: quanto mais tremores secundários houver durante o dia, eles se tornarão mais suaves e estarão liberando energia constantemente da zona ao redor do epicentro, mas, se os tremores secundários sentidos acontecerem duas vezes ao dia, há risco de um tremor maior... O que chama minha atenção é o número de tremores na região de Pichilemu e na vila de Navidad... e não houve tremores secundários como esses no sul de Concepción, como em Los Angeles e Temuco... mas parece que a energia será liberada através da erupção do vulcão Llaima. Boa sorte e espero que reflitam sobre esses dados de forma objetiva e não emotiva.

  • MARIA | 2010-04-26

    PARECE QUE FOI HORRÍVEL O QUE ELES TIVERAM QUE PASSAR, DEUS QUEIRA QUE ISSO NÃO VOLTE A ACONTECER. MUITA FORÇA PARA TODAS ESSAS PESSOAS QUE PERDERAM FAMILIARES NESSA CATÁSTROFE.

  • | 2010-04-16

    Fomos todos informados sobre a magnitude e intensidade do terremoto do dia 27 de fevereiro, quanto tempo foi a sua exata duração?

  • yulisa | 2010-04-13

    Últimas mudanças no Chile

  • macarena | 2010-04-06

    Eu acho que o terremoto afetou todo mundo, por isso quero acalmá-los, eu te amo Luis Arias

  • florencia | 2010-04-06

    Eu e os meus amigos estamos aterrorizados porque pensamos que isso será o fim do mundo.

  • Sara Briones | 2010-03-30

    Obrigado pelas informações que nos oferecem... mas poderiam nos dizer até que ponto é verdadeiro o fato de que pode haver um tremor ainda mais forte do que o terremoto? Obrigada Sary

  • cecilia | 2010-03-23

    é possivel que teremos outro terremoto em março ou abril todos gostaríamos de estar mais informados

  • daniel faundez | 2010-03-20

    Então você rejeita que os dias serão mais curtos. Poderia me dar um mapa que verifique (o impacto do) tsunami em Coronel, Chile, para saber a distância que o mar alcançará?

  • lucero | 2010-03-10

    Eu pensei que foi bom, precisamos de saber mais tecnicamente sobre a repercussão em Mendoza e em Santiago, saudações respeitosas para o povo chileno e da minha parte, eu irei colaborar uma vez que o meu filho de 27 anos está indo para Santiago, para trabalhar por 4 semanas, ele é qualificado para este tipo de contingência, é é uma companhia multinacional. Infelizmente a falha ainda esta movendo eu acho.- Que Deus protege a nossa terra.