2009-08-24

México continua atraindo investimentos estrangeiros

Empresas multinacionais, como a Coca-Cola, ainda veem o México como um bom destino para investimentos.

Empresas multinacionais, como a Coca-Cola, ainda veem o México como um bom destino para investimentos.

Julieta Gutiérrez

MÉXICO D.F., México ― Com o fim da crise financeira global aparecendo no fim do túnel, várias empresas multinacionais e montadoras de veículos voltam a ver o México como um dos destinos mais atraentes para seus investimentos em médio prazo.

Segundo a Reuters, o presidente mexicano, Felipe Calderón, afirmou que os investimentos estrangeiros diretos no país totalizaram aproximadamente US$ 10 bilhões no primeiro semestre de 2009. Embora o valor seja 23,5% inferior ao do mesmo período de 2008, as autoridades mexicanas esperam que o total de investimentos atinja US$ 13 bilhões em 2009.

Ainda que de forma mais lenta, o capital continua fluindo para o México. A multinacional Coca-Cola anunciou que investirá US$ 5 bilhões no país nos próximos cinco anos. Muhtar Kent, presidente da Coca-Cola Company, explicou à agência EFE que os fundos se destinarão ao desenvolvimento de tecnologia, infraestrutura, equipamentos, programas sociais, iniciativas ambientais e à promoção da inovação e produtividade na indústria mexicana. A Coca-Cola também criará mais empregos para apoiar o governo e dar impulso ao crescimento econômico no segundo mercado mais importante da empresa em todo o mundo, que só fica atrás dos Estados Unidos.

As empresas não estão deixando de investir, mas o fluxo de investimentos está menor do que nos anos anteriores, quando a economia estava em alta”, Deborah Riner, economista da Câmara Americana de Comércio no México, declarou ao portal Oncenoticias.com.

Apesar do ambiente econômico complicado, a Ford Motor Company decidiu investir US$ 3 bilhões para reformar e construir unidades industriais no México que gerarão cerca de 30 mil empregos.

Já a General Motors inaugurou em agosto uma nova unidade de produção de transmissões com um investimento de US$ 300 milhões, segundo informa a EFE. A siderúrgica sul-coreana Posco abriu sua terceira fábrica para atender à indústria automotiva local, com investimento de US$ 265 milhões.

Em julho, a montadora alemã Volkswagen confirmou que fabricará um novo modelo no México, onde investirá US$ 1 bilhão até 2010. Outras grandes empresas, como Wal-Mart e ExxonMobil, têm planos em longo prazo.

Miguel de León, analista do Instituto Pan-americano, explicou ao jornal Excélsior que o México continuará sendo um destino atraente para os investimentos, pois o custo de mão-de-obra ainda é baixo.

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.