2009-06-04

Lula incentiva comércio entre SICA e Mercorsul

Lula (esq.) e Álvaro Colom, presidente da Guatemala, assinam acordos para a exploração e produção de petróleo e gás natural na Cidade da Guatemala em 2 de junho de 2009.

Lula (esq.) e Álvaro Colom, presidente da Guatemala, assinam acordos para a exploração e produção de petróleo e gás natural na Cidade da Guatemala em 2 de junho de 2009.

Julieta G. Pelcastre

AMÉRICA CENTRAL ― Com agenda lotada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou El Salvador, Guatemala e Costa Rica em três dias. No topo da lista de prioridades estava formar laços mais fortes na área de energia. Confirmando a liderança do Brasil na integração regional, Lula também propôs um debate amplo entre o Sistema de Integração Centro-Americano (SICA) e o Mercado Comum do Cone Sul (Mercosul).

Depois de assistir à tomada de posse do novo presidente de El Salvador, Mauricio Funes em 1º de junho, os dois líderes políticos conversaram. Conforme a agência de notícias EFE, entre os assuntos debatidos estavam o desenvolvimento da produção de etanol proveniente da cana-de-açúcar, a colaboração na segurança alimentar e o combate à AIDS. O comércio entre os dois países atingiu US$ 252 milhões em 2008, sendo que as exportações brasileiras representaram quase a quantia total, com US$ 249 milhões.

Na Guatemala, Lula e o presidente Álvaro Colom assinaram uma declaração de que a Petrobras poderá participar de um processo de licitação para contratos de exploração e produção na Guatemala e em seu território marinho. Lula também anunciou uma linha de crédito no valor de US$ 99 milhões para que a Guatemala aprimore seu sistema de navegação aérea e compre aeronaves para combater o narcotráfico.

Gostaria de ver empresas brasileiras, com o apoio do governo brasileiro, desempenhando um papel importante em projetos hidrelétricos que transformariam a produção de energia na Guatemala, Colom disse de acordo com o jornal Prensa Libre.

Lula encerrou a série de viagens em San José, marcando a primeira visita oficial de um presidente brasileiro à Costa Rica. Acordos preliminares foram assinados com o presidente Óscar Arias para a cooperação nas áreas de saúde e energia, especialmente na tecnologia de biocombustíveis.

O presidente brasileiro também aproveitou a oportunidade para sugerir debates comerciais entre o Mercosul e a América Central. Espero que, quando a Costa Rica assumir a presidência da SICA em 1º de julho, logo seja feita pressão para a assinatura de um acordo de associação com o Mercosul, afirmou segundo o Prensa Libre.

De acordo com os números do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o comércio entre os dois países cresceu de US$ 260 milhões em 2003 para US$ 814 milhões em 2008.

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.

1 Comentário

  • | 2009-06-08

    Acho, que a crise .<p>E devida a falta de desenprego.<p>porisso