Arrow left
Arrow right

2009-03-30

Viajantes ganham mais liberdade na América Central

Álvaro Colom (Guatemala, esq.), Manuel Zelaya (Honduras, centro) e Daniel Ortega (Nicarágua, dir.), presidentes do grupo CA-4 original, no 34º encontro do Sistema da Integração Centro-Americana (Sica) em Manágua, Nicarágua, dia 15 de janeiro. El Salvador é o novo membro do CA-4.

Álvaro Colom (Guatemala, esq.), Manuel Zelaya (Honduras, centro) e Daniel Ortega (Nicarágua, dir.), presidentes do grupo CA-4 original, no 34º encontro do Sistema da Integração Centro-Americana (Sica) em Manágua, Nicarágua, dia 15 de janeiro. El Salvador é o novo membro do CA-4.

Julieta G. Pelcastre

SAN SALVADOR, El Salvador ― A ministra de Relações Exteriores de El Salvador, Marisol Argueta de Barillas, anunciou que, a partir de abril, estrangeiros com vistos dos Estados Unidos, Canadá ou países da área Schengen poderão se deslocar sem restrições entre El Salvador, Guatemala, Nicarágua e Honduras.

O acordo de Schengen, firmado em 1985, foi um marco na história da União Europeia. Com o objetivo de remover controles internos de fronteira dentro do bloco, ele foi assinado por 27 países, entre eles Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França e Holanda.

Barillas disse ao jornal La Prensa Gráfica que a decisão foi tomada para promover o turismo e beneficiar empresas internacionais com interesses em fazer negócios ou investimentos na região. Essa medida beneficiará pessoas que querem viajar aos países do CA-4, permitindo que entrem sem um visto e viajem livremente (...) pelo prazo autorizado por um oficial de imigração no ponto de entrada na região, afirmou.

O CA-4 é um acordo de controle de fronteiras que El Salvador assinou em 2006. Ele permite que cidadãos de El Salvador, Guatemala, Nicarágua e Honduras se desloquem livremente dentro dos quatro países sem a necessidade de visto. A Costa Rica também expressou interesse em se associar, de forma que o CA-4 se tornaria o CA-5. Não teríamos problemas se isso acontecesse, disse Barillas ao Diario Colatino.

O plano de um visto único centro-americano que permita o deslocamento irrestrito nos países do CA-4 foi proposto pela ministra em janeiro e aprovado no dia 19 de março na Guatemala. Conforme o Diario Colatino, o diretor geral de Imigração de El Salvador, Rafael Alvarez, afirmou que as nações do CA-4 haviam acordado que o visto único centro-americano teria a forma de um adesivo afixado nos passaportes.

Os países estabeleceram 15 medidas de segurança, com apoio de equipamentos especiais, para detectar anomalias e garantir que os vistos sejam autênticos. Antes de o sistema entrar em vigor, oficiais de imigração receberão treinamento especial para que possam verificar a validade de vistos dos EUA, Canadá e área Schengen.

O plano será informado a todas as embaixadas estrangeiras, aos consulados e às companhias aéreas que operam na área, além da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Esta reportagem está fechada para comentários e avaliações.