Arrow left
Arrow right

2012-04-09

Novo laboratório de robótica levará tecnologia a todas as forças

O Dr. Brian Houston (esq), chefe da Seção de Acústica Física do Laboratório de Pesquisas Navais, e o Dr. John P. Holdren, diretor do Gabinete da Casa Branca para Política de Ciência e Tecnologia percorrem o Laboratório de Pesquisas de Sistemas Autônomos. (Foto: Marinha dos EUA/John F. Williams)

O Dr. Brian Houston (esq), chefe da Seção de Acústica Física do Laboratório de Pesquisas Navais, e o Dr. John P. Holdren, diretor do Gabinete da Casa Branca para Política de Ciência e Tecnologia percorrem o Laboratório de Pesquisas de Sistemas Autônomos. (Foto: Marinha dos EUA/John F. Williams)

Grace Jean, Relações Públicas do Gabinete de Pesquisas Navais

Cientistas da capital da nação foram para o deserto e para a floresta tropical para realizar experiências com sistemas autônomos sem precisar colocar os pés fora do novo laboratório de robótica da Marinha, disseram as autoridades no dia 2 de abril.

O Laboratório de Pesquisas de Sistemas Autônomos (LASR), localizado no Laboratório de Pesquisas Navais (NRL), em Washington D.C., é a primeira contribuição para o campus de 526 metros quadrados do NRL em quase uma década.

Com aproximadamente 4.645 metros quadrados, o LASR conta com unidades que reproduzem os ecossistemas da Terra, incluindo um simulador do ambiente real tropical nos moldes das florestas tropicais do sudeste asiático, um simulador de litoral que reproduz as águas litorâneas e um outro do deserto, com um muro de rochas que simula um ambiente de deserto.

“Esta é a primeira vez que reunimos, sob um mesmo teto, um laboratório que reproduz todos os ambientes nos quais nossos Marinheiros, Fuzileiros e companheiros membros de serviço do DOD atuam”, disse o Contra – Almirante Matthew Klunder, chefe de pesquisas navais.

“Melhorar a robótica e a autonomia são prioridades máximas para o Gabinete de Pesquisas Navais. Queremos reduzir o tempo para capacitar nossos combatentes para as missões mais importantes.

Essa unidade inovadora preenche as lacunas entre as pesquisas tradicionais de laboratório e as experiências em campo – economizando tempo e dinheiro”.

“O LASR aproveita o caráter amplo multidisciplinar do NRL, reunindo cientistas e engenheiros de diversas origens para enfrentar os desafios comuns das pesquisas autônomas na interseção de seus respectivos campos”, disse Alan Schultz, diretor do LASR.

“Este laboratório único conta com unidades especializadas para apoiar as pesquisas altamente inovadoras e testar a autonomia inteligente, sistemas de sensores, sistemas de força e energia, interação homem – sistema, redes e comunicações e plataformas, sem que se precise sair do NRL”.

Diversos projetos multidisciplinares já estão utilizando as unidades do laboratório para levar adiante suas pesquisas, incluindo o Controle de Danos do século XXI – um programa que desenvolve robôs bombeiros para serem usados a bordo dos navios da Marinha; o Pectoral Fin Swimmer – um robô submarino; e a propulsão com células de hidrogênio para fazer funcionar uma pequena aeronave não tripulada denominada Ion Tiger.

Você gostou deste artigo?

40Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório