Arrow left
Arrow right

2012-07-23

Londres 2012: Chileno Tomás González busca medalha

SANTIAGO, Chile – Tomás González sabe bem aonde quer chegar nos Jogos de Londres.

SANTIAGO, Chile – Tomás González sabe bem aonde quer chegar nos Jogos de Londres.

Por Mariana Valenzuela para Infosurhoy.com – 23/07/2012

SANTIAGO, Chile – Tomás González, de 26 anos, sabe bem aonde quer chegar nos Jogos de Londres.

“Sou candidato às finais”, afirma.

González, que competirá no solo e no salto, sonha alto após se destacar em alguns dos maiores encontros internacionais do esporte nos últimos dois anos.

O chileno começou o ano com o ouro no salto e o bronze no solo no Grand Prix Osijek 2012, na Croácia, em abril, antes de ganhar a prata no solo na Copa do Mundo de Ginástica de Ghent, na Bélgica, em junho.

Nascido em Santiago, González começou o ano em primeiro lugar no ranking do solo e do salto da Federação Internacional de Ginástica, depois de vencer em ambas as modalidades na Copa do Mundo de Paris, em março de 2011. No 10º Campeonato Sul-Americano de Ginástica Artística no Chile, em agosto do ano passado, levou o ouro no solo, no salto e no geral, além da prata nas argolas e nas barras paralelas.

Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, no México, González ficou com a prata no solo e se tornou o primeiro chileno a conquistar uma medalha no individual geral, ficando com o bronze após somar 80.050 pontos em seis modalidades – solo, cavalo com alças, argolas, barras paralelas, barra horizontal e salto.

González acredita que precisa de uma nota 15,3 no salto e 16,1 no solo nas etapas preliminares para chegar à fase de medalhas. No início deste mês, em uma competição local, ganhou 16,1 no salto e 15,45 no solo, vencendo ambas as modalidades.

O técnico de González, o ex-ginasta cubano Yoel Gutiérrez, que o acompanha desde 2007, está animado com a pontuação.

“Isso nos dá todas as chances nas finais olímpicas”, disse aos jornalistas locais.

Os únicos chilenos medalhistas de ouro foram Fernando González e Nicolás Massú, que disputaram o torneio de tênis masculino de duplas em Atenas em 2004, onde Massú também ficou com o ouro no individual.

Tomás González treinou sem parar nos últimos dois anos para chegar à glória olímpica, aumentando a dificuldade de seus movimentos para que sua viagem a Londres termine em medalha. O ginasta já está na capital inglesa e irá competir em 28 de julho, o dia seguinte à cerimônia de abertura dos XXX Jogos Olímpicos.

“Treinei intensamente no último período para tentar executar novos movimentos no solo, elementos mais difíceis”, disse González à Radio Bío-Bío em junho. “Agora, estamos fazendo os ajustes finais para não esquecer os pontos importantes dos movimentos.”

Para os chilenos, não há dúvidas de que o desempenho de González irá lhe garantir uma medalha, afirma Eugenio Figueroa, jornalista esportivo da emissora de TV Canal 13.

“Dos nossos cinco melhores atletas olímpicos, Tomás González tem as maiores chances de ganhar uma medalha”, diz. “Tomás é o mais forte no salto, mas o coreano Korean Yang Hak-seon pode vencer nessa modalidade. No solo, se ele chegar às finais, já será bom.”

Você gostou deste artigo?

36Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório