2012-06-19

Soldados preparam-se para a seleção das provas olímpicas do atletismo

O Major Mike Mai venceu o lançamento de martelo com um arremesso de 69,55 metros no campeonato Jim Bush, sul da Califórnia, no dia 2 de junho de 2012 em Los Angeles. (Foto: Exército dos EUA/Tim Hipps)

O Major Mike Mai venceu o lançamento de martelo com um arremesso de 69,55 metros no campeonato Jim Bush, sul da Califórnia, no dia 2 de junho de 2012 em Los Angeles. (Foto: Exército dos EUA/Tim Hipps)

Tim Hipps, Exército dos EUA

Vários soldados do programa World Class Athlete, do Exército dos EUA, passaram recentemente por fortes treinamentos preparando-se para as provas Olympic Track and Field Trials 2012 nos EUA, marcadas para os dias 22 de junho a 1º de julho em Eugene, Oregon.

Os resultados demonstrados em Eugene serão uma prévia do seu desempenho e eles disputarão lugares na equipe norte-americana, com vista aos Jogos Olímpicos de Londres.

O Major Michael Mai venceu o lançamento de martelo com um arremesso de 69,55 metros no campeonato Jim Bush, no sul da Califórnia, no dia 2 de junho, em Los Angeles. Uma semana mais tarde ele ficou em segundo lugar com arremessos de 74,83 e 75,43 metros na prova Ashland Open Track & Field em Ashland, Ohio, nos dias 7 e 9 de junho respectivamente.

Mai, 34 anos, de Mountain View, Califórnia, venceu o martelo no West Point Open na Academia Militar norte-americana em West Point, Nova York, com um arremesso de 74,01 metros no dia 19 de maio. Com um recorde de 76,28 metros, ele ainda tenta o recorde Olímpico A de 78,50. Já alcançou a marca de 77 metros nos treinos.

Os atletas que conseguirem o padrão A dos Olympic Trials neste evento estarão automaticamente classificados para os Olympic Trials. A única forma infalível de garantir um lugar nos Jogos Olímpicos de Londres é atingir o padrão A mais alto nos Olympic Games e terminar entre os três melhores em Eugene.

O lançamento de martelo será a única modalidade disputada na sede Nike World, perto de Portland. As demais serão realizadas na histórica quadra de Hayward, no campus da Universidade de Oregon.

Mai terminou em segundo lugar nas provas Track and Field externas 2011, nos EUA, com um arremesso de 74,69 metros. Ele espera conseguir carimbar seu passaporte para Londres em Portland.

“Eu saí com um gosto meio amargo na boca em 2008”, disse Mai, que terminou em quinto lugar com um arremesso de 71,75 metros nas provas de 2008 no Olympic Track and Field. “Sofri uma pequena lesão antes das provas e não obtive os resultados de que gostaria. Ninguém gosta de deixar o esporte com esse sentimento, quando se pode render mais”.

Mai disse ainda que se sente mais bem-sucedido nos últimos três anos do que no restante de sua carreira. Ele competiu em nove campeonatos nacionais externos e sete internos nos EUA.

“Eu participei das equipes dos dois últimos campeonatos mundiais, fui aos Jogos Pan-Americanos este ano e conquistei a medalha de prata”, disse Mai. “Não foi exatamente o que eu queria mas, ainda que não tenha batido um novo [recorde pessoal] com o martelo, sempre foi meu objetivo ir às Olimpíadas. Ninguém quer sair sabendo que tem capacidade para isto, sem ao menos ter feito uma tentativa”.

O corredor do WCAP, o especialista Joseph Chirlee, atingiu o padrão A olímpico terminando em quarto lugar nos 10 mil metros no Tartletos Loopgala em Wageningen, na Holanda, no dia 30 de maio, com o tempo de 27 minutos e 43.96 segundos. Ali Mahboob, do Barein, venceu a corrida com 27:21.40.

Chirlee, 32 anos, cidadão naturalizado de Marakwet, Quênia, baixou seu recorde pessoal em 33 segundos e tornou-se um dos nove corredores norte-americanos a atingir o padrão A Olímpico de 27:45.00. A final masculina dos 10 mil metros no Olympic Trials está prevista para 22 de junho, em Eugene. Os três primeiros com padrão A competirão pela equipe dos EUA em Londres.

O especialista Augustus Maiyo obteve o padrão A Olímpico terminando em segundo lugar com um tempo de 8:29.37 na prova de 3 mil metros com obstáculos no Music City Distance Carnival em Nashville, Tennessee, no dia 2 de junho. O especialista Kyle Heath ficou em décimo na mesma corrida, com um tempo de 8:50:15.

Maiyo, de 28 anos, de Fort Carson, Colorado, foi duas vezes NCAA da Equipe All-America do país inteiro na Universidade de Alabama. Ele terminou em terceiro lugar no Army Ten-Miler de 2011, no Pentágono.

A classificação masculina para os 3 mil metros com obstáculos está marcada para o dia 25 de junho. A final será no dia 28 de junho.

O Segundo-Sargento John Nunn, que já garantiu sua vaga na Inglaterra ao vencer a prova de caminhada masculina de 50 quilômetros tentará dobrar em Londres e participar da prova de 20 quilômetros, marcada para 30 de junho, em Eugene.

Diversos outros soldados esperam competir nas provas Olympic Track and Field Team Trials dos EUA.

O especialista Robert Cheseret, que ficou em segundo no Army Ten-Miler de 2011, correrá 5 mil e 10 mil metros. Ele terminou em 14º nos 5 mil metros, com um tempo de 13:37.02 no Oxy High Performance Meet em Los Angeles, no dia 18 de maio.

Na mesma competição, o especialista Jackson Langat também terminou em quinto lugar na etapa quatro dos 800 metros com 1:48.70. O Capitão John Mickowski ficou com o 12º lugar na terceira etapa dos 1.500 metros, com 3:49.07.

Mickowski venceu os 1.500 metros com um tempo de 3:40.60 no Portland Track Festival no Lewis and Clark College, em 9 de junho. A Capitã Kelly Calway terminou em 16º nos 10 mil metros femininos, com 33:55.20.

Você gostou deste artigo?

39Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório

Fri Apr 18 00:18:53 2014

Pesquisa de Opinião

Você acha que o crime organizado é uma ameaça à estabilidade em seu país?

Ver resultados