Arrow left
Arrow right

2012-03-13

Militares feridos e mutilados participam de corrida em Bogotá

Quase cem membros feridos das Forças de Segurança colombianas participaram com diferentes próteses e ajudados por muletas, cadeiras de rodas e triciclos manuais, da ‘Corrida de 10K dos Heróis’, em Bogotá, no dia 10 de março de 2012. (Foto: Mauricio Orjuela/MINDEFENSA)

Quase cem membros feridos das Forças de Segurança colombianas participaram com diferentes próteses e ajudados por muletas, cadeiras de rodas e triciclos manuais, da ‘Corrida de 10K dos Heróis’, em Bogotá, no dia 10 de março de 2012. (Foto: Mauricio Orjuela/MINDEFENSA)

AFP, com informações do Ministério da Defesa da Colômbia

Cerca de cem militares colombianos feridos e mutilados em combates correram no dia 11 de março, junto com outras 5 mil pessoas, em uma prova de atletismo de 10 quilômetros em Bogotá, para arrecadar fundos para os militares feridos e para as famílias dos mortos em combate, informou a AFP. O ministro Juan Carlos Pinzón participou do evento, que também contou com a presença do presidente Juan Manuel Santos e dos ministros do Interior e da Justiça.

Os militares, com diferentes próteses e ajudados por muletas, cadeiras de rodas e triciclos manuais, lideraram a quinta edição da ‘Corrida de 10K dos Heróis’, sob o lema “Corre por aqueles que marcharam por ti”.

“Estes heróis da pátria são os verdadeiros responsáveis pelo que temos hoje no país: um país muito melhor, um país que segue o bom caminho, um país que vem sendo visto pelo mundo inteiro como um exemplo”, disse o presidente colombiano Juan Manuel Santos, que participou da competição.

A corporação Matamoros, organizadora do evento, também teve como objetivo arrecadar fundos para soldados, fuzileiros, policiais feridos, viúvas e órfãos dos mortos em combate e famílias dos sequestrados.

“Esta é uma forma de expressarmos a solidariedade com a causa dos soldados feridos em combate. Os fundos arrecadados hoje serão destinados à Fundação Matamoros”, disse o ministro do Interior, Germán Vargas Lleras, que também participou da prova.

A corrida, que começou e terminou no parque Simón Bolívar, teve a participação de diferentes categorias, entre elas os Incapacitados e Heróis Ativos (militares e policiais).

Um eco de gratidão ressoou entre os presentes. “Corro porque apoio a causa, porque temos que ajudar a evitar que esses acidentes ocorram com as pessoas que nos servem pela paz”, disse a competidora Martha Osuña; por outro lado, Andrés Medina, outro participante, comentou: “é um evento muito merecido, além de tudo aquilo que gira em torno das Forças Militares e da Polícia”.

De 1990 até o mês de janeiro passado, um total de 9.642 pessoas foram vítimas das minas antipessoais na Colômbia – das quais 2.026 faleceram – incluindo 6.024 membros da Força Pública, segundo cifras do programa presidencial para a Ação Integral contra Minas Antipessoais.

O conflito colombiano causou o deslocamento interno de 3,7 a 4,9 milhões de habitantes, segundo números oficiais de diversas ONGs e do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Você gostou deste artigo?

50Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório

2 de Comentários

  • reic briston caballero oloni | 2012-04-12

    Felicito aqueles homens que lutaram por seu país, agradecendo a eles por serem um exemplo para a nação quando se luta contra a exploração que a vida põe em nossa frente, não é fácil lutar para alcançar os sonhos, espero que nossos heróis nunca se cansem e continuem lutando para que milhões de pessoas possam ver o grande exemplo que representam para as pessoas que têm problemas e não apenas para essas pessoas mas também para aquelas que não estão conscientes e ignoram o fato do que essas grandes pessoas podem se tornar e de fato são um exemplo para seguir a meta pela qual nós como pessoas devemos entender que quando estamos ao ver esse tipo de pessoa nós devemos aprender com elas que não se aborrecem, não se queixam, essas pessoas..... (são um exemplo a seguir) elas (SÃO OS HERÓIS DO FUTURO) OBRIGADO PELO GRANDE EXEMPLO QUE SÃO PARA NÓS saudações e espero que vocês continuem a ser assim seu amigo e admirador. e espero que as guerras acabem.

  • maik romay | 2012-03-20

    é interesante lembrar mas apoiar de dentro a política das farc para que não ocorram esses casos