2012-07-25

Líderes militares discutem sobre novas ameaças e a preparação para o futuro

Representantes dos países que participam da 4a. Conferência Sul-Americana de Segurança, que acontece em Bogotá, Colômbia, de 24 a 26 de julho de 2012. (Foto: Marcos Ommati/Diálogo)

Representantes dos países que participam da 4a. Conferência Sul-Americana de Segurança, que acontece em Bogotá, Colômbia, de 24 a 26 de julho de 2012. (Foto: Marcos Ommati/Diálogo)

Marcos Ommati/Diálogo

Altos líderes militares de 11 países se reúnem durante três dias em Bogotá, Colômbia, para a 4a. Conferência Anual de Líderes da Defesa Sul-Americanos (SOUTHDEC) para discutir a respeito da transformação das forças armadas para enfrentar novas ameaças, tais como a guerra cibernética e a segurança da energia. O evento é patrocinado em conjunto pelas Forças Armadas da Colômbia e pelo Comando Sul dos EUA e proporciona um foro de nível executivo para os líderes de segurança da região, para encontrarem-se e discutirem sobre a sua capacidade de contemplar o futuro e encontrar a maneira de adaptarem-se para enfrentar estas ameaças.

O General Alejandro Navas Ramos, Comandante Geral das Forças Armadas da Colômbia, abriu o evento dizendo que “essas discussões são muito importantes para fortalecer recursos e medidas de cada país para combater este câncer internacional que são as drogas. É indispensável intercambiar estratégias para ajustar nossos planos futuros para enfrentar estas e outras ameaças que são comuns a todos os nossos países.”

Durante a conferência, de 24 a 26 de julho, os líderes de segurança do Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru, Estados Unidos e Uruguai, bem como representantes de organizações importantes, como o Gabinete Interamericano de Defesa e o Centro para os Estudos de Defesa Hemisférica, encontram-se frente a frente para debater a respeito da maneira pela qual as forças armadas da região como um todo podem aprimorar a sua capacidade em comum.

“Esta é a minha 4a. Conferência Sul-Americana como Comandante do Comando Sul dos EUA e eu sempre espero com prazer a oportunidade de estar com todos vocês, devido às informações e recursos que vocês me oferecem”, disse o Tenente-Brigadeiro-do-Ar Douglas Fraser, Comandante do SOUTHCOM, durante os seus comentários de abertura. “Nós enfrentamos um conjunto de desafios de segurança não tradicionais, mas existem também oportunidades emergentes que surgem com estes desafios, que são complexas, e elas estão se desenvolvendo em sua complexidade, especialmente devido à globalização, o que significa que pequenas operações podem ter um impacto muito maior.”

O terceiro dia da conferência incluirá reuniões bilaterais entre os participantes da conferência enfocados em tópicos e áreas de interesse mútuos e ainda não se sabe aonde vai ser realizada a próxima SOUTHDEC, no ano que vem.

Você gostou deste artigo?

41Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório

1 Comentário

  • Agustin Salgado Tellez | 2012-07-30

    Bom dia, sem dúvida o flagelo do narcotráfico é uma grande ameaça, por sua alta capacidade de corrupção e extrema violência, então tais eventos multilaterais são importantes para que os Estados afetados façam um intercâmbio de impressões, formas políticas e estratégias para um combate pontual.