2012-04-24

Marinha da Colômbia lança navio escola

O navio escola ARC Insignia, da Marinha da Colômbia, zarpou rumo ao norte no dia 20 de abril para visitar 13 portos estrangeiros. (Foto de arquivo: Ministério da Defesa da Colômbia)

O navio escola ARC Insignia, da Marinha da Colômbia, zarpou rumo ao norte no dia 20 de abril para visitar 13 portos estrangeiros. (Foto de arquivo: Ministério da Defesa da Colômbia)

Ministério da Defesa Nacional da Colômbia

Na cerimônia de lançamento do Navio Escola Gloria, em Cartagena, o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Carlos Pinzón, pediu aos cadetes que iniciaram o percurso por 13 portos estrangeiros que contem ao mundo que, graças ao esforço dos membros da Força Pública, o país tem hoje um futuro promissor.

O ministro Pinzón despediu-se, em 20 de abril, de 168 tripulantes do cruzeiro de treinamento nº 71 do Navio Escola Gloria, que percorrerá 13 portos estrangeiros e participará de dois grandes encontros de veleiros de todo o mundo.

Durante a cerimônia, o ministro garantiu que o bom momento vivido pelo país deve-se em grande parte ao ótimo trabalho dos soldados, pilotos, Fuzileiros Navais e policiais da pátria, e por isto pediu aos tripulantes que partem na travessia que, durante o percurso, exerçam as funções de verdadeiros embaixadores, contando ao mundo o que hoje é este país.

“Contem ao mundo que, graças ao trabalho de todos vocês, de seus companheiros das forças militares e da Polícia Nacional, este país é um país melhor, é um país que tem esperanças, é um país com um grande futuro”, pediu o ministro ao se despedir no Navio Insignia.

Em seu trajeto, o ARC Gloria navegará mais de 15 mil milhas náuticas durante 199 dias, e visitará os portos de Mayport, Nova York, Norfolk, Baltimore e Boston, nos Estados Unidos, para posteriormente cruzar o Oceano Atlântico até os portos de Cádiz e Barcelona, na Espanha, Mônaco, Civitavecchia na Itália, El Pireo na Grécia, Alexandria no Egito, Lisboa em Portugal e Falmouth na Jamaica, e estará de volta a Cartagena no dia 5 de novembro.

“Contem ao mundo que na Colômbia estamos derrotando o terrorismo e combatendo o narcotráfico e toda forma de crime transnacional, e estamos recuperando os direitos constitucionais e os direitos humanos dos colombianos”, insistiu o chefe da pasta da Defesa.

Os 81 cadetes, entre os quais se encontram dez mulheres, treinarão durante os mais de seis meses em marinharia, navegação astronômica, eletrônica, meteorologia, entre outras disciplinas necessárias a seu desempenho como futuros oficiais da Marinha da Colômbia.

Você gostou deste artigo?

33Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório

1 Comentário

  • Cruise ship course | 2012-05-03

    é um país com esperança, é um país com um grande futuro,” disse o ministro ao ver o navio capitania. <a href="http://www.cruiseshipdiploma.co.uk/">Cruise ship course</a>

Fri Apr 18 00:18:53 2014

Pesquisa de Opinião

Você acha que o crime organizado é uma ameaça à estabilidade em seu país?

Ver resultados