2012-03-16

Forças de Defesa dos Estados Unidos e da Guiana reforçam laços de amizade durante o Fused Response 2012

Um helicopter do Exército dos EUA se prepara para aterrissar no campo de pouso de Camp Stephenson, Guiana, a 40 km de Georgetown, em 8 de março, durante um treinamento de apoio ao Exercício Fused Response 2012.  Foto: Sgto. Taresha Neal

Um helicopter do Exército dos EUA se prepara para aterrissar no campo de pouso de Camp Stephenson, Guiana, a 40 km de Georgetown, em 8 de março, durante um treinamento de apoio ao Exercício Fused Response 2012. Foto: Sgto. Taresha Neal

22º Destacamento Móvel de Relações Públicas, Sargento Taresha Neal

Após um ano de planejamento, membros da Força de Defesa da Guiana e militares dos EUA juntaram-se para treinar e aperfeiçoar sua interoperacionalidade, táticas e técnicas de treinamento durante o Exercício Fused Response 2012, realizado entre os dias 1º e 9 de março.

O objetivo do Fused Response, um exercício patrocinado pelo Comando Sul dos EUA, foi reforçar os sólidos laços profissionais entre as duas nações através do aperfeiçoamento da habilidade e das práticas militares para melhor responder aos desafios à segurança, tais como o crime organizado transnacional e o tráfico ilícito de pessoas, drogas e outros contrabandos.

No papel de agente de execução do Exercício Fused Response, o Comando Sul de Operações Especiais trabalha com forças de operações especiais em todo o Caribe, Américas Central e Sul, como parte de seu programa de cooperação na área de operações para estabelecer e aprimorar as capacitações das nações parceiras.

O principal planejador do exercício, o Capitão-de-Corveta da Marinha Ron Ralls, explicou que o objetivo do evento de treinamento era desenvolver um maior entendimento sobre o modo de operar das forças dos dois países, para que elas possam intercambiar suas práticas e trabalhar juntas sem problemas.

“Isto aumenta nossa capacidade de trabalhar em conjunto”, disse Ralls. “Garante o poder [das Forças de Defesa da Guiana e dos EUA] de enfrentar qualquer ameaça, e que elas estarão mais eficazes e melhor preparadas”.

O exercício também permitiu que ambas as nações aumentassem sua capacidade e estimulou o intercâmbio de ideias e técnicas, o que é primordial para os dois países.

“Adquirir este tipo de conhecimento é essencial para o combate às crescentes ameaças contra as quais lutamos aqui na Guiana”, disse o Coronel Bruce Lovell, da Equipe das Forças de Defesa da Guiana. “Se algum dia formos chamados a combater ou eliminar qualquer uma das ameaças existentes, estaremos mais preparados com esse tipo de treinamento”.

Enquanto as Forças de Defesa da Guiana e dos EUA treinaram juntas nos últimos quatro anos em eventos similares, o Exercício Fused Response deste ano foi o maior exercício conjunto do gênero no Hemisfério Ocidental, envolvendo aproximadamente 200 soldados das forças da Guiana e 350 dos EUA, de todos os ramos de serviço.

Você gostou deste artigo?

48Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório