2012-03-07

Forças navais da América do Norte traçam planos conjuntos contra o crime

As instalações da Semar sediaram uma reunião entre as forças navais do México, EUA e Canadá, através da Iniciativa para a Proteção Marítima da América do Norte. (Foto: Semar/Infodefensa.com)

As instalações da Semar sediaram uma reunião entre as forças navais do México, EUA e Canadá, através da Iniciativa para a Proteção Marítima da América do Norte. (Foto: Semar/Infodefensa.com)

Infodefensa.com

As forças navais da América do Norte reuniram-se no México, no final de fevereiro, para traçar planos conjuntos de combate ao crime organizado em suas respectivas áreas marítimas da extensa região do continente. Segundo um comunicado oficial da Secretaria de Marinha do México (Semar), esta reunião foi realizada através da Iniciativa para a Proteção Marítima da América do Norte (Namsi), cujos fundamentos são a implementação de programas elaborados para combater o crime organizado e o tráfico de entorpecentes pelas agências encarregadas de manter o Estado de Direito.

O encontro trilateral foi realizado nas instalações da Semar na Cidade do México, com a finalidade de melhorar a proteção marítima dos três países. Com a Namsi, procura-se inibir as atividades criminosas no ambiente marítimo e encontrar melhores formas de cooperação na área da interceptação marítima, acrescentou o mesmo informativo.

As metas da Namsi abrangem principalmente uma melhor interoperacionalidade para evitar ou eliminar qualquer ameaça que os governos dos países participantes considerem necessário combater, além de manter a coordenação e explorar outras áreas de missão onde esse grupo de trabalho possa melhorar suas atividades conjuntas; com isto, será possível atingir a excelência tática e operacional, melhorar as comunicações e o entendimento mútuo, respeitando-se sempre e estritamente as soberanias de cada nação participante.

A Marinha dos Estados Unidos, a Guarda-Costeira norte-americana e a Semar aumentaram a coordenação marítima bilateral através da Namsi.

Nesta ocasião, foi criado um Manual de Interoperacionalidade das Operações Marítimas, que contém procedimentos operacionais padronizados para facilitar as operações equivalentes e os exercícios entre as nações participantes da Namsi. Esses manuais foram avaliados em exercícios equivalentes semianuais realizados no Golfo do México e no litoral do Pacífico mexicano.

As nações membros da Namsi participam ainda como células marítimas dos Jogos de Guerra da Segurança Nacional Marítima e Defesa Nacional todos os anos, na Escola de Guerra da Marinha dos Estados Unidos, em Newport, Rhode Island.

Participaram do encontro o comandante da Terceira Frota dos Estados Unidos, Vice-Almirante Gerald Beaman; o comandante do Comando do Canadá, Vice-Almirante Walter Semianiw, e o chefe do Estado-Maior da Marinha do México, Almirante José Santiago Valdés.

Você gostou deste artigo?

54Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório