2011-07-01

Força tarefa conunta na região Ásia-Pacífico combate crime transnacional organizado

[JOINT INTERAGENCY TASK FORCE WEST]

[JOINT INTERAGENCY TASK FORCE WEST]

DIÁLOGO/Air Force Capt. Kali Pinckney/Joint Interagency Task Force West

A Força Tarefa Conjunta Interagentes Oeste (JIAT F West) já percorreu um longo caminho desde sua fundação, em 1989, como a Força Tarefa Conjunta Cinco.

No início, as Forças Armadas dos EUA dotaram a força tarefa com o dever de procurar e observar “navios de interesse” e, por vezes, deram a ela o controle tático de navios de superfície e aeronaves da Marinha e da Guarda Costeira do país. Após o deslocamento das operações para o Havaí, a JIAT F West avançou, passando de apenas uma mera ‘detonadora de drogas’ a uma parceira em esforços de combate às drogas em todo o Pacífico.

Atualmente, a missão da JIAT F West é “combater o crime transnacional organizado associado às drogas para reduzir as ameaças na região Ásia-Pacífico, a fim de proteger interesses de segurança nacional e promover a estabilidade regional”, segundo sua declaração de missão.

O papel da força tarefa como parceira de várias agências e forças armadas em todo o Pacífico a coloca em uma posição exclusiva de provedora. Ao solicitar trabalhar com a JIAT F West, os países parceiros têm muito a ganhar na forma de treinamento e também de instalações para projetos estratégicos de combate aos narcóticos. A Tailândia, por exemplo, recebeu postos de controle de fronteira e centros de treinamento; a Agência Antidrogas das Filipinas ganhou uma nova academia nacional de treinamento; e a Indonésia, instalações de ancoradouro de barcos e postos de polícia e alfândega para ajudar na luta contra organizações criminosas transnacionais.

Você gostou deste artigo?

84Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório

Fri Apr 18 00:18:53 2014

Pesquisa de Opinião

Você acha que o crime organizado é uma ameaça à estabilidade em seu país?

Ver resultados