2012-02-22

Tráfico de cocaína em expansão para a Europa

Drogas confiscadas são apresentadas pela Polícia durante uma entrevista coletiva em Luebeck, no dia 8 de novembro de 2011. A Polícia e as instituições alfandegárias alemãs confiscaram drogas avaliadas em 500 mil euros de uma rota de tráfico Alemanha-América do Sul. (Foto: REUTERS/ Fabian Bimmer)

Drogas confiscadas são apresentadas pela Polícia durante uma entrevista coletiva em Luebeck, no dia 8 de novembro de 2011. A Polícia e as instituições alfandegárias alemãs confiscaram drogas avaliadas em 500 mil euros de uma rota de tráfico Alemanha-América do Sul. (Foto: REUTERS/ Fabian Bimmer)

AFP

O oficial do Departamento de Estado dos EUA William Brownfield disse em uma visita a Sófia, capital da Bulgária, que os esforços dos Estados Unidos para deter o tráfico de cocaína da América Latina ocasionaram um aumento do tráfico para a Europa, visto que os traficantes buscam novas rotas para suas mercadorias.

“Os traficantes de cocaína estão encontrando novos destinos: primeiramente em seus próprios mercados latino-americanos, Brasil e Argentina, e em segundo lugar, estão criando novos mercados na Europa”, disse William Brownfield.

Isto se deve, em parte, aos bem-sucedidos esforços dos EUA para deter o tráfico de cocaína para a América do Norte a partir da principal região produtora de drogas na América Latina, acrescentou ele.

A cocaína é transportada pelo Atlântico para o norte da África antes de tomar o rumo da Europa.

A Bulgária também foi aos poucos se tornando ponto de trânsito para as rotas de tráfico de cocaína, disse Brownfield, anunciando que a Agência Antidrogas dos EUA (DEA) abriria um escritório em Sófia, em abril.

A Bulgária foi uma importante rota de drogas nos Bálcãs, do Oriente Médio para a Europa Ocidental, mas até o momento o comércio de cocaína tem sido pequeno.

Você gostou deste artigo?

53Rating no
Adicione Seu Comentário Política de Comentários
*informa campo obrigatório